Dicas da Homni na Sic Mulher: Como encontrar um equilíbrio na saúde do couro cabeludo para ter um cabelo bonito e resistente?

Esta dica foi apresentada na rúbrica mensal da Avani Profissional, realizada no programa What’s UP da Sic Mulher emitido no dia 25 de Novembro.

Se desejar ver a rúbrica completa, pode fazê-lo na What’s UP TV, neste link: Brevemente Disponível

A SAÚDE DO COURO CABELUDO

A saúde do couro cabeludo determina a saúde do cabelo. Fazendo uma analogia, o couro cabeludo representa o solo de uma plantação e as plantas o cabelo. Se o solo for pobre vai afetar o crescimento saudável das plantas. Da mesma forma qualquer fator que cause um desequilíbrio no couro cabeludo pode ser prejudicial ao crescimento saudável do cabelo.

Para termos um cabelo saudável é fundamental ter um couro cabeludo equilibrado mas a questão que se deve colocar logo à partida é: o que significa ter um couro equilibrado?

Esta questão é muito importante no que diz respeito à saúde capilar porque existem muitas dúvidas em torno deste tema.

Quando o couro cabeludo está equilibrado não mostra sinais de excesso de oleosidade nem aparenta estar extremamente seco. Está livre de condições como flocos, irritação ou vermelhidão, e quaisquer sinais de infecção ou ruptura da pele no couro cabeludo.

Para conseguir o equilíbrio do couro cabeludo é importante ter em atenção 3 fatores: fatores externos;  condições da pele que são condições dermatológicas (dermatite seborreica, psoríase, eczema e fungo malassezia); e o nível de oleosidade.

 

1. Fatores Externos que afetam o equilíbrio do Couro Cabeludo

Relativamente aos fatores externos estão relacionados com condições climatéricos, estilo de vida e procedimentos realizados no cabelo, por isso dependem de decisões pessoais que estão ao critério de cada pessoa, embora recomendamos que tenham em atenção o impacto que esses fatores possam ter no cabelo. Por exemplo, existem procedimentos químicos muito agressivos para o couro cabeludo e cabelo que têm um impacto muito significativo na sua saúde, e muitas vezes não existe essa consciência.

 

2. Condições da pele no Couro Cabeludo

Quando se detetam condições na pele, como as que referimos, será um bom procedimento procurar um dermatologista que poderá ajudar a identificar melhor essas condições. No entanto, se seguir as recomendações desta dica, elas poderão contribuir para controlar algumas destas condições. Em muitas situações, mesmo com condições de pele, as aplicações que recomendamos equilibram o couro cabeludo trazendo melhorias visíveis.

 

3. Nível oleosidade

O nível oleosidade do couro cabeludo é o fator mais comum que está na base da grande maioria dos problemas com que nos deparamos (excesso de oleosidade ou couro cabeludo extremamente seco), sendo este fator de extrema importância para a saúde geral do cabelo.

A oleosidade (sebo) não é necessariamente negativa para o couro cabeludo.

O seu objetivo é proteger permanentemente a sua superfície e o fio capilar. Isto significa que a existência do sebo (substância gordurosa) em equilíbrio é essencial para a boa saúde do couro cabeludo e cabelo. As suas flutuações – quer em excesso quer em deficiência – essas sim, podem levar a desequilíbrios. Quando a taxa de produção de sebo è superior à media, falamos de hiper seborreia, significa um couro cabeludo extremamente oleoso. No extremo oposto, quando o couro cabeludo está em défice da produção de sebo ou desidratado dá-se o caso de um couro cabeludo extremamente seco.

Apenas para ficar com uma ideia, um couro cabeludo pode ser caracterizado por um nível de expressão sebácea:

Couro cabeludo seco: menos de 120mg/cm2
Couro Cabeludo normal: de 120 a 190ml/cm2
Couro Cabeludo oleoso: acima de 190ml/cm2

COMO IDENTIFICAR SE O COURO CABELUDO É OLEOSO OU SECO

Em primeiro lugar e a título de indicação, a forma mais indicada de saber o seu nível exato de oleosidade no couro cabeludo, será fazer uma análise capilar profissional. A Avani Profissional disponibiliza este tipo de análises com entrega detalhada de relatório gratuitamente e sem qualquer compromisso. Caso tenha interesse poderá agendar no nosso Instituto Avani Profissional.

(Nota: Caso não consiga deslocar-se ao nosso espaço fisico em Lisboa poderá agendar uma video call connosco – gratuita.)

Se já tiver outro local da sua confiança onde fazer esta análise, aconselhamos a fazê-lo.

Existe também um pequeno truque que poderá ajudar a definir se tem um couro cabeludo oleoso ou seco: esfregar um pouco de papel de seda no couro cabeludo dois a três dias após a ultima lavagem, e verificar se o papel ficou com uma mancha translúcida de oleosidade. Em caso positivo significa que já tem um nível de oleosidade no seu cabelo significativa e que deverá prestar alguma atenção.

Outras formas que poderão servir como indicação para identificar um couro cabeludo seco ou oleoso são as seguintes:

ESPESSURA DO CABELO: Logo à partida, a espessura do cabelo é um fator muito indicativo para se identificar o nível de oleosidade no couro cabeludo. Na maioria dos casos um cabelo com espessura grossa não tem propensão para acumular excesso de oleosidade no couro cabeludo porque tende a absorver a gordura pela sua espessura. Em contrapartida se tiver um cabelo de espessura fina, tem maior tendência para o couro cabeludo acumular excesso de oleosidade.

FREQUÊNCIA DE LAVAGENS: A frequência com que necessita de efetuar lavagens poderá também ser um indicador para identificar se tem um couro cabeludo extremamente oleoso ou seco. Um cabelo oleoso necessita de ser lavado com mais frequência (pode ser dia sim dia não, por exemplo) para não acumular gordura, enquanto que um cabelo com o couro cabeludo equilibrado pode passar vários dias sem aparentar essa gordura acumulada no couro cabeludo (normalmente pode ir de 3 a 5 dias).

COURO CABELUDO SENSIBILIZADO: Um possível indicador para identificar um couro cabeludo muito seco será este apresentar sinais de irritação e flocos soltos a descamar (caspa seca). Neste caso, a pele pode encontrar-se sensivelmente avermelhada com irritação, comichão e sensação de queimação.

PELE SECA: Se tiver a pele extremamente seca em outras partes do corpo pode ser também um fator indicativo que tem um couro cabeludo muito seco.

CASPA SECA E CASPA OLEOSA

Quando o couro cabeludo está com caspa (a descamar), muitas vezes existe a dúvida se o couro cabeludo é seco ou oleoso, uma vez que a existência da caspa pode acontecer em ambas as situações. A forma mais fácil de saber se o couro cabeludo é seco ou oleoso é identificar se é caspa seca ou oleosa.

CASPA SECA: a forma mais frequente de caspa é a caspa seca. As películas são finas e esbranquiçadas, estão visíveis na superfície do couro cabeludo e à volta das extremidades do cabelo. As películas não aderem ao couro cabeludo, soltam-se com facilidade e podem ser facilmente vistas em roupas mais escuras.

CASPA OLEOSA: a caspa oleosa manifesta-se através de películas amareladas (maiores que a caspa seca) que aderem ao couro cabeludo. Está sempre associada ao excesso de sebo. O couro cabeludo pode ainda manifestar irritação.

Na maioria dos casos, em ambas as condições, o couro cabeludo pode apresentar sinais de comichão.

AGUENTAR O MÁXIMO NÚMERO DE DIAS OU LAVAR?

Existem muitas dúvidas em relação à frequência das lavagens do cabelo. Esta questão está diretamente ligada ao nível de expressão sebácea (substância gordurosa) presente no couro cabeludo, estando o número de lavagens dependente do nível de oleosidade.

Se detetar que o cabelo está muito oleoso recomendamos a lavagem, mesmo que seja necessário faze-lo com alguma frequência, que pode ser dia sim dia não por exemplo. Quem tem o couro cabeludo mais equilibrado naturalmente consegue fazer lavagens mais espaçadas, de 3 a 5 dias por exemplo.

1. TRATAMENTO PARA COURO CABELUDO EXTREMAMENTE OLEOSO

 

Este tratamento tem como base a nossa Gama Cold effect. Esta gama é muito especial para nós porque foi a primeira a ser lançada e quisemos mesmo começar pelo couro cabeludo. Esta é uma gama base que deve ser usada em combinação com outros produtos porque foi desenhada só para o couro cabeludo. Dá uma sensação gelada mas confortável. Tem os ingredientes hamamelis, mentol e a canfora que é considerada na medicina Ayurveda como uma erva especial que equilibra os Doshas kapha e pitta. Só por curiosidade os doshas na filosofia hindu simbolizam a manifestação física dos 5 elementos presentes no nosso corpo: a água, o fogo, a terra, o ar e o éter. O equilibrio dos doshas significa a harmonia do couro cabeludo.

Este tratamento inclui: o Shampoo Indian hair Vitaminado, o Shampoo Cold effect, o Creme Purificante Cold effect, o Condicionador Indian Hair Vitaminado, o Tónico Indian Hair Vitaminado e Óleo Pure Melaleuca.

Como se faz a aplicação destes produtos?

1

Aplicar os dois Shampoos na mesma lavagem alternadamente. Iniciar o procedimento da lavagem com o Shampoo Cold effect e a segunda lavagem com o Shampoo Indian Hair Vitaminado. Este procedimento é importante porque o Shampoo Cold Effect é purificante e combate o excesso de oleosidade e a caspa oleosa (descamação). A segunda lavagem com Shampoo Indian Hair Vitaminado é importante porque este shampoo é um excelente hidratante que ajuda a equilibrar o couro cabeludo evitando que fique extremamente seco apenas com a lavagem do shampoo purificante Cold Effect. Como nota, quando se utiliza um apenas um shampoo purificante este pode reduzir de forma drástica a oleosidade e a hidratação naturais do couro cabeludo. Quando isso acontece o nosso organismo tem tendência de produzir essa oleosidade em excesso para ele próprio tentar compensar. Isso pode dar origem a um couro cabeludo extremamente oleoso.

2

Após a lavagem, aplicar o Creme Purificante Cold Effect no couro cabeludo. Recomendamos a sua utilização uma ou duas vezes por semana (dependendo do nível de oleosidade). Este creme funciona como uma máscara especifica para o couro cabeludo porque vai actuar diretamente no seu equilíbrio, hidratando e acalmando. Para além disso, pode ainda ajudar com outros possíveis problemas do couro cabeludo como caspa seca ou oleosa, entre outros.

3

O Condicionador Indian Hair Vitaminado deve ser aplicado após a lavagem do cabelo com os shampoos sendo essencial para a selagem da cutícula evitando a quebra dos fios. Nos dias em que seja aplicado o Creme Purificante Cold Effect (uma ou duas vezes por semana) deve fazer os dois em simultâneo, para desta forma tratar as pontas e a raiz dos cabelos. Nota: O Condicionador não deixa o cabelo pastoso. Mesmo tendo um couro cabeludo extremamente oleoso, é importante hidratar os meios e pontas para evitar o problema da raiz oleosa e pontas secas, um problema muito recorrente.

4

Após o banho aplicar Tónico Capilar Indian Hair Vitaminado que para além de combater a queda ajuda a resolver o excesso de oleosidade. É muito rico em ingredientes que vão ajudar na saude geral do cabelo.

5

Óleo Pure Melaleuca: Este óleo deve ser misturado com os ambos os shampoos, no creme purificante e no tónico. Nos shampoos e no tónico pode ser colocado com umas gotas na própria embalagem agitando bem de seguida. No Creme Purificante deve ser misturado, com uma gota, no momento da aplicação. Este óleo é reconhecido pelas suas propriedades antibacterianas naturais e é importante para este procedimento porque ajuda a combater algumas infeções ou inflamações causadas por bactérias, que são muitas vezes responsáveis por problemas como a caspa ou a irritação.

2. TRATAMENTO DO COURO CABELUDO EXTREMAMENTE SECO

 

Nesta situação o couro cabeludo apresenta-se extremamente seco e desnutrido por isso recomendamos a Gama indian hair Nutrition composta pelo Shampoo, Condicionador e Máscara que vão repor a nutrição e a humidade (hidratação) no couro cabeludo e nos cabelos. Inclui também o  Creme Purificante Cold effect que vai actuar na caspa seca e hidratar o couro cabeludo; e os óleos: Pure Melaleuca antibacteriano natural; Cure de Ricino nutritivo e Cure de Rosa Mosqueta regenerador.

Como se faz a aplicação destes produtos?

1

Antes da lavagem com a gama Indian Hair Nutrition, recomendamos a massagem hair oiling no couro cabeludo com os seguintes óleos naturais uma a duas vezes por semana: Óleo de Ricino nutritivo, Óleo Cure de Rosa Mosqueta regenerador e Óleo melaleuca antibacteriano natural. Basta misturar uma pequena quantidade dos 3 numa taça e aplicar no couro cabeludo massajando bem em toda a sua extensão.

2

Aplicar a Gama Indian Nutrition completa na lavagem começando pelo shampoo, depois a máscara e por fim o condicionador.

3

O Creme purificante Cold effect deve ser aplicado uma vez por semana, após a lavagem com o shampoo, em simultâneo com a aplicação da máscara.

Para cabelos que necessitem de um tratamento mais profundo é recomendada a realização de um diagnóstico capilar profissional e personalizado – visite o nosso espaço em Lisboa ou ligue para 917864111 para agendamento.

Em alternativa, envie mensagem privada para agendamento de uma análise capilar a realizar on-line através de video-call.